Terça-feira, 29 de Janeiro de 2013

vislumbre de um mundo

Todos os que possuíam títulos, nomes importantes e influentes ou poder, encontravam-se naquele lustroso salão.

Era o evento do ano; tudo havia sido organizado meticulosa e cuidadosamente para que nada corresse mal naquela luxuosa festa.

Os convidados estavam elegantemente trajados, tentando causar uma boa impressão ao rei. No ar pairava as habituais conversas de negócios entre os senhores e os mexericos entre as senhoras. O ambiente era calmo e preenchido pelas notas que a orquestra tocava.

Ela entrara no salão subtilmente, sem causar um grande alarido entre os que ali estavam. Sorridente, como sempre, trocava algumas palavras com quem se cruzava mas nada de conversas sérias.

A meio de uma conversa acerca de Hestia, ele avistou-a entrando, tentando passar despercebida. Mas para ele, ela jamais passaria por despercebida. Os seus longos cabelos arroxeados caíam-lhe majestosamente pelas suas costas nuas que o seu vestido de cor de açafrão com bordados de ouro pálido permitia deslumbrar.

Duas jovens intrometeram-se no grupo onde ele estava, tentado obter a atenção dele.

- Meu Príncipe – saudou uma jovem de cabelos ruivos. – Como haveis passado? Não nos falamos desde da sua ida a Ligeia. – sorriu.

- Estou muito bem, obrigado pela sua preocupação, Lady Naila – sorriu ele amavelmente. – E vós, como estais?

- Não falemos de assuntos sérios – cortou a outra jovem. –, estamos numa festa! 

Ele olhou em redor e não a viu. Sorriu, conhecia-a tão bem.

Murmurou uma desculpa às jovens e ao sair de junto delas atirou um sorriso. Dirigiu-se á vasta varanda e reconheceu-a, repousando as suas mãos na varanda. Aproximou-se dela, silenciosamente, com um sorriso nos lábios; colocou-se ao seu lado.

- A festa não está do seu agrado? – perguntou ele, olhando-a nos olhos.

Ela desceu os seus olhos prateados do céu estrelado para os olhos dourados dele.

- Sabeis que não sou muito dada a festas – respondeu ela, sorrindo.

- Agradeço por ter vindo, sabendo que não é vosso costume participar neste tipo de eventos.

- Sois o tema de conversa entre as mulheres – constatou ela, rindo. – Quererdes saber o que elas pensam de si?

Ele riu juntamente com ela. Observou, por uns segundos, as estrelas que os protegiam, e olhou para ela com um olhar apaixonado, aproximando-se dela.

- Só possuo a curiosidade de saber o que somente uma senhora pensa de mim – ele pegou nas mãos suaves dela e beijou-as carinhosamente.

- Certamente já sabeis o que ela pensa de si, meu Príncipe – ela olhou-o nos olhos, com um sorriso envergonhado.

- Como posso saber o que ela pensa de mim, se nunca me dá respostas concretas? – riu ele, acariciando-lhe o rosto pálido.

- A resposta é clara como a água, meu Príncipe. Mas não nos está destinado tal futuro… - as lágrimas contidas, por fim, marejaram pelo seu belo rosto.

Envolveu-a nos seus braços, jamais iria perdê-la.

- Lutaremos contra o destino, meu amor.




(P.S - as personagens possuem cores de cabelo e olhos foram do normal, porque a cena ocorre num outro planeta, planeta Nar'the, onde as pessoas têem cores de cabelo e olhos de várias cores, dependendo da sua descêndencia e espécie. )
(P.S.1 - um rascunho de há um ano, um bocado cliché mas gosto. )

publicado por Ar às 21:49
link do post | comentar | favorito (1)
9 comentários:
De sacha hart a 30 de Janeiro de 2013 às 12:30
A reserva é tua! Diz-me apenas o que gostarias de ter escrito na mensagem inicial, na parte do "perfil" e links :D


De Beatriiz a 30 de Janeiro de 2013 às 16:11
Muito bom :) devias continuar ..


De Beatriiz a 30 de Janeiro de 2013 às 18:13
Como li que era um rascunho pensei que tinhas sido tu a escrever.

A música é muito bonita :)
Vou começar a vir ao teu blog mais vezes!
E sim, infelizmente é uma dura realidade, mas temos que saber com as coisas más, porque no fundo são as que nos ensinam a encarar a vida com mais garra. Nada passa, mas tudo se atenua :)


De sacha hart a 30 de Janeiro de 2013 às 18:47
A imagem pode ser mudada. Eu preciso é que me digas que texto queres pôr na zona do perfil - tua descrição, introdução, essas coisas, também.


De sacha hart a 30 de Janeiro de 2013 às 19:38
Já está, querida, Enviei-te agora o email


De sacha hart a 30 de Janeiro de 2013 às 20:35
Fico contente que aprecies as minhas simples criações de design.
Também adoro a música Hurricane! :D
Segui-te de volta, querida.


De meninapequenina. a 30 de Janeiro de 2013 às 21:01
Muito obrigada!

Vi num post teu a desilusão por não teres ganho um concurso de escrita,mas te digo que há passos que tem de ser cumpridos antes de tudo e antes demais isto "um bocado cliché mas gosto" tem de ser feito.Gostares do que escrever é meio caminho para os outros o fazerem.


De Beatriiz a 30 de Janeiro de 2013 às 22:15
Agora percebi tudo, não tem mal teres escrito um testamento!
Temos de ser positivas, não é?

Sim, vou andar atenta ao teu blog :)
Beijinho


De Cris. a 1 de Fevereiro de 2013 às 21:42
obrigada :)
e sim, tens razão.. mas sempre fui assim quanto à minha escrita, sempre achei que não era assim tão boa, que não grande coisa. é um defeito que tenho que mudar.
beijinhos.


Comentar post